Projetos

Taim, Banhado de Vida

O projeto tem possibilitado a implementação de ações sustentáveis que conciliam desenvolvimento social e conservação. As principais ações são: o estabelecimento de diretrizes para o ordenamento territorial; a implantação de um sistema de visitação orientada; a viabilização à participação das comunidades na gestão da pesca artesanal; o fomento a iniciativas agroecológicas e a implementação de programa de educação ambiental.

Conservação da Lagoa Verde

O Projeto consiste de um programa de proteção e conservação do sistema de banhados e lagoas do Arroios Bolaxa e Senandes e Lagoa Verde, o qual inclui o monitoramento da qualidade ambiental, esforços para a criação e implantação da APA – Área de Proteção Ambiental da Lagoa Verde e atividades de planejamento e educação ambiental para as comunidades dos arredores.

Mamíferos Marinhos do Litoral Sul

Visa a conservação, manejo e pesquisa dos mamíferos marinhos e proteção dos ambientes associados. Dentre suas principais atividades estão a avaliação do status de conservação dos pinípedes e cetáceos, o monitoramento das praias do RS, dos Refúgios da Vida Silvestre do Molhe Leste e da Ilha dos Lobos (censos, impactos e mortalidade), bem como atividades de educação ambiental junto às comunidades costeiras.

Ondas que te quero mar

Educação ambiental para comunidades costeiras.

O projeto objetiva implementar e realizar a educação ambiental de forma sistêmica por meio de uma metodologia interdisciplinar, envolvendo ciências do ambiente, arte, valores humanos e educação psicofísica. A elaboração de metodologias, a formação continuada de educadores e o trabalho com grupos comunitários têm permitido a compreensão da realidade socioambiental com base na reflexão e na ação.

Tartarugas Marinhas no RS

O litoral do RS é uma importante área de alimentação para as tartarugas cabeçuda, verde e de couro. Por meio de atividades de pesquisa, educação ambiental, envolvimento comunitário, monitoramento costeiro e monitoramento da captura acidental na pesca, o Projeto visa diminuir a mortalidade das tartarugas marinhas e promover a pesca responsável e práticas sustentáveis com as comunidades costeiras.

Dunas Costeiras

As dunas costeiras são um patrimônio natural de extrema importância. O Projeto visa o desenvolvimento de metodologias para a recuperação, fixação, manejo e planejamento entre as áreas urbanas e o sistema de dunas costeiras no litoral do RS. Dentre os resultados obtidos estão a implantação de estruturas demonstrativas sustentáveis – a passarela - e atividades de educação ambiental.

Viveiro Florestal

Surgiu com o intuito de produzir mudas nativas da restinga destinadas a arborizar o balneário Cassino e atender à demanda do Projeto Dunas. Recuperação de mata ciliar, palestras e assessorias em escolas, são ações realizadas que incentivam a agricultura ecológica e técnicas silviculturais.

Trilhas Interpretativas

O Projeto surgiu como forma de valorização dos ambientes locais através de trilhas realizadas em diferentes ecossistemas da região, onde busca-se o conhecimento, reconhecimento e interpretação dos ambientes costeiros. Realiza-se principalmente o acompanhamento de grupos previamente agendados nas trilhas identificadas e programadas.

Pinípedes do Sul

O Projeto Pinípedes do Sul – Conservação de leões e lobos-marinhos na Costa Sul do Brasil é um projeto executado pelo Nema – Núcleo de Educação e Monitoramento Ambiental, com patrocínio da Petrobras através do Programa Petrobras Socioambiental. Surgiu em 2014, em continuidade às ações desenvolvidas há mais de 25 anos pelo Nema para a conservação dos Pinípedes. O objetivo do Projeto Pinípedes do Sul é implantar ações de conservação dos leões e lobos-marinhos no sul do Brasil, através da execução das metas previstas no Plano de Ação Nacional para a Conservação dos Mamíferos Aquáticos – Pinípedes.

A conservação dos Pinípedes enfrenta diversos problemas de origem antrópica. Os principais impactos são derivados da sua interação com a pesca (incluindo as agressões dos animais por parte dos pescadores), que resulta na morte de aproximadamente uma centena de leões-marinhos por ano na costa gaúcha. Secundariamente, devemos considerar os efeitos da sobrepesca dos estoques de presas dos Pinípedes (peixes e crustáceos), o que desequilibra sua cadeia alimentar, e ainda a degradação dos ecossistemas marinhos por diversos contaminantes, como lixo, hidrocarbonetos de petróleo e metais pesados.

Clique aqui para entrar no site do Projeto e saiba mais.

^ Voltar ao topo
NEMA

Rua Maria Araújo, 450 - Cassino, Rio Grande/RS

(53) 3236-2420 - nema@nema-rs.org.br

© NEMA (Núcleo de Educação e Monitoramento Ambiental) 2017

Site criado e mantido por Starweb